Conseguindo
adentrar em toda a atmosfera trash presente na década, ‘O Cemitério Maldito’ é
um filme que não se leva a sério em nenhum momento. Estarão presentes aqui diversos elementos de filmes clássicos da
época, como o gore descabido, atuações sofríveis, roteiro ruim e uma direção
limitada. E são exatamente esses elementos ruins do filme que fazem com que o
mesmo logre sucesso em sua investida. Um filme extremamente divertido, que
acaba entretendo até os mais contrários ao subgênero trash.
Baseado na
obra de Stephen King, a trama vai contar a história do médico Louis Creed,
que escolhe se mudar com sua família para uma pequena cidade dos Estados Unidos, a fim exercer sua
profissão no interior de uma universidade local. Recém-chegado à cidade, Louis
logo cria um laço de amizade com seu vizinho, um senhor de idade chamado Jud Crandall.
Louis vive com sua esposa Rachel e seus dois filhos, Ellie e Gage. A trama não
tarda a mostrar para o que veio e ganha força quando o gato da família é
atropelado em uma estrada ao lado. Após o fato, seu vizinho Crandall acaba revelando a Louis um
segredo que viria a mudar toda a estrutura dos personagens do filme.
O ritmo do
filme é extremamente confuso, soando, às vezes, como um resumo mal feito de uma
história mais complexa. A construção dos personagens simplesmente não é feita. Não sabemos o porquê dos mesmos agirem da forma que o fazem. Tudo acontece muito
rápido, não dando a chance do espectador absorver determinado conteúdo das
cenas anteriores. Concomitante a isso, a parte gore do filme, obviamente, não demora a aparecer, e, quando o faz, acompanha toda a confusão da história.
O roteiro do
filme também foi concebido por Stephen King. Aqui, o autor nem ao menos chega
perto da sua inspiração ao produzir a obra original. Completamente ausente de
sentido, o roteiro parece ter sido escrito para aqueles que já leram seu livro,
soando como um resumo de sua obra. King também trabalha contra suas próprias
argumentações, uma vez que criticou duramente Stanley Kubrick por não ter sido fiel ao seu livro, no clássico ‘O Iluminado’(1980), introduzindo personagens e subtraindo outros do material original de seu livro. Tudo feito
com a clara impressão de não deixar o filme muito complexo para seu público.
Já a direção
segue o padrão de qualidade proposto por tudo que intermediou esta produção, sendo
péssima. Comandada por Mary Lambert, teremos nela tudo feito com extrema limitação. Enquadramentos mal
feitos, sequências que não se ligam nas cenas anteriores e uma extrema falta de
criatividade em relação às locações do filme, ficando muito presa a
determinados locais. Porém, nem só de críticas é feita a direção de Lambert. A
diretora consegue encaixar muito bem o filme em todas as suas cenas gores,
incomodando seu público com os pequenos detalhes. Lambert também faz bastante o uso de referências de filmes da década, como, por exemplo, ‘Re-Animator’(1985), engrandecendo o conteúdo exposto aqui.

Nos inserindo
do âmbito do elenco, temos o pior ponto de todos os presentes no filme.
Todos, com exceção do ótimo Fred Gwynne (o inesquecível Herman Munster, na série ‘The Munsters’ 1964-1966),
estão horrorosos, com atuações que beiram o amador.
‘O Cemitério
Maldito’ é um filme ruim, mas que consegue entreter seu público devido a todos
os componentes que permeiam sua produção. Suas ligações com ícones da década,
como ‘Brinquedo Assassino’(1988), somente dão um charme a mais ao longa. Um
filme marcante da década que viria a servir de influência para produções
posteriores, como ‘O Anjo Malvado’(1993) e Dead Snow 2(2014)’, marcando seu
nome entre os filmes trash essenciais da época.
Nota CI: 5,8 Nota IMDB: 6,6
Filmografia:
CEMITÉRIO
Maldito, O. Direção: Mary Lambert. 1989. 103 min. Título Original: Pet Sematary.
DEAD Snow 2.
Direção: Tommy Wirkola. 2014. 100 min. Título Original: Dod
Sno 2.
ANJO Malvado,
O. Direção: Joseph Ruben. 1993. 87 min. Título Original: The Good Son.
BRINQUEDO
Assassino. Direção: Tom Holland. 1988. 87 min. Título Original: Child’s Play.
HORA dos
Mortos-Vivos, A. Direção: Stuart Gordon. 1985. 104 min. Título Original: Re-Animator.
ILUMINADO, O.
Direção: Stanley Kubrick. 1980. 146 min. Título Original: The
Shining.