‘A Assassina’ utiliza de sua atmosfera tentadora para
carregar seu espectador durante seus 105 minutos. Fazendo uso exacerbado da sua
linda fotografia e sua trilha sonora que conduz a trama, o filme alcança
sucesso em questões estéticas. Não podemos dizer o mesmo da história, sendo
tediosa e passando despercebida.
A história segue a vida de uma assassina profissional que
recebe uma importante missão em suas mãos. A trama então avança diante dos
desdobramentos pessoais e profissionais que implicam na vida da protagonista.
Infelizmente, a história acaba não sendo atrativa o suficiente, se tornando
insossa em alguns momentos.
Durante todo o filme, a utilização do silêncio entre os
personagens tenta passar uma ideia oculta, às vezes conseguindo sua análise e
compreensão da cena, outras, não. É em meio a todo esse silêncio entre os
personagens que a trilha sonora atua de maneira extremamente competente. Embora
pudesse ter um efeito interessante se esse silêncio fosse compartilhado também
com o espectador, a trilha sonora aqui não atropela as cenas causando uma
impressão por si só, mas acaba caminhando de mãos dadas. A direção de Hsiao-Hsien
Hou se aproveita muito bem dos cenários naturais
avassaladores para criar sua substância vívida do filme, não apenas na história
em si, mas também na personagem da assassina.
O filme se desenvolve em um único tom. Não temos aqui uma
criação ou apresentação de momentos que destoam, podendo assim criar um ápice
na trama, tudo no filme segue um ritmo único até seu encerramento. ‘A
Assassina’ não envolve com seu roteiro, mas seus aspectos técnicos engrandecem
a obra, fazendo com que esta mereça ser vista e revista.
Nota CI: 6,3 Nota IMDB: 6,4
Filmografia:
ASSASSINA, A. Direção: Hsiao-Hsien Hou. 2015. 105 min.
Título Original: Cìkè Niè Yinniáng.