‘Lilting’ conta a história de um relacionamento forçado
entre um homem e a mãe de seu namorado, recentemente falecido. Se utilizando da
sensibilidade do roteiro, o filme caminha por 86 minutos no processo de luto
dos protagonistas. Enfrentando sentimentos como culpa, abandono, desamparo e
nostalgia, temos aqui personagens se apegando a tudo que conseguem para
continuar com suas vidas.
O filme se passa quase que exclusivamente em uma casa de
repouso, onde a mãe do falecido se encontra. Aqui temos uma mulher chinesa, já
em seu período final da vida, vivendo em um país há muitos anos, mas não
falando nada de mãe do local. A personagem demonstra certa repulsa ao país que
vive. Sua falta de interesse em adquirir o idioma evidencia isso. Nada resta na
vida desta senhora, sua única motivação para acordar era seu filho(que escondia
sua homossexualidade dela). Na outra ponta do filme, temos o homem que perdeu
seu namorado. Aqui seu desapontamento é com o acaso. Tomado por culpa, ele
procura ajudar a mãe de seu parceiro, com quem não nutria uma boa relação. A
trama se desenvolve nesta situação, em que a barreira da linguagem surge, não
como um empecilho, mas como um alívio. Temos ainda mais dois componentes sendo
uma tradutora e um novo namorado da mãe enlutada.
Tudo aqui é resolvido de forma dolorosa. Cada tema causa
determinados transtornos nos protagonistas, encontrando-se, neste ponto, a
grande virtude do roteiro de não suavizar nada. A direção é cautelosa, faltou
um pouco motivação a Hong Khaou(também responsável pelo roteiro). ‘Lilting’ é
um filme regular que aborda temas difíceis, mas contados com a sensibilidade
necessária.
Nota CI: 6,5 Nota IMDB: 7,2
 Filmografia:
LILTING. Direção: Hong Khaou. 2014. 86 min.