Esta lista apresenta dez filmes que trazem, em suas respectivas tramas, famílias desajustadas. O foco aqui é explicitar esse desajuste social no âmbito familiar por duas vertentes atuantes do lado positivo e negativo. São filmes que mostram como o núcleo familiar é importante para o desenvolvimento da subjetividade do ser humano em meio a uma sociedade cada vez mais homogênea. Vale ressaltar que, os filmes abaixo, sempre vão utilizar o desajuste familiar como força propulsora para guiar suas histórias, e, não, usando o tema na trama simplesmente como pano de fundo.

 

 10º – Álbum de Família (John Wells, 2013)

Os caminhos de diversos personagens de uma família acabam voltando para a casa onde cresceram, expondo os diversos problemas de cada pessoa ali inserida e suas angústias com o rumo de suas vidas. O filme, às vezes, se apega muito em cenas exageradas, com atuações intensas demais para o que o roteiro propõe, mas, no geral, a obra consegue obter êxito em mostrar como uma família disfuncional pode comprometer a estrutura psicológica de diversos indivíduos inseridos naquela realidade.

 

9º – Os Descendentes (Alexander Payne, 2011)

Uma família tenta reencontrar o rumo de suas vidas após um grave contratempo expor a necessidade de uma junção de todos os membros. ‘Os Descendentes’ é um drama que mostra como as figuras familiares são importantes para a jornada de um indivíduo em meio a uma sociedade competitiva e individualista.

 

8º – A Outra História Americana (Tony Kaye, 1998)

Após uma vida de atitudes extremas, um ex-neonazista percebe a implicação de seus atos na vida de sua família após sair da prisão. Intenso do começo ao fim, o filme evidencia como algumas atitudes erráticas influenciam na vida de outras pessoas próximas, promovendo, às vezes, danos irreparáveis.

 

7º – Férias Frustradas (Harold Ramis, 1983)

Uma família, guiada com entusiasmo por seu patriarca, espera passar alguns dias felizes em um grande parque de diversões, fugindo das insossas rotinas sociais. O problema é que as diversas dificuldades da jornada tentam impedir que isso aconteça. ‘Férias Frustradas’ é um dos maiores filmes de comédia já feitos, transparecendo, ao decorrer da errática jornada dos personagens até o parque, os diversos problemas daquela incomum família.

 

6º – Os Excêntricos Tenenbaums (Wes Anderson, 2001)

O filme segue os diversos contratempos oriundos da família Tenenbaum, explorando os dramas de cada integrante, seus prazeres e suas formas erráticas de agir sobre o mundo. Um dos melhores filmes da carreira do diretor Wes Anderson.

 

5º – Pequena Miss Sunshine (Jonathan Dayton e Valerie Faris, 2006)

Uma família tenta cruzar o país em uma perua, a fim de levar sua filha pequena até um concurso de beleza. Durante a jornada, em detrimento dos diversos problemas que surgem no caminho, a família acaba tendo que lidar com suas próprias falhas, evidenciando o papel de cada membro e sua importância para o desenvolvimento dos outros ao seu redor.

 

4º – Tudo em Família (Jee-woon Kim, 1998)

A trama conta a vida de uma família dona de um hotel nas montanhas, que, após uma tragédia inesperada com um de seus hóspedes, começa a enfrentar diversos conflitos pela simples jogada do acaso. Extremamente divertido, o filme nos apresenta uma grande conjunção de personagens que demonstram uma incapacidade em lidar com problemas, optando, sempre, pela escolha mais exacerbada.

 

3º – Beleza Americana (Sam Mendes, 1999)

Um homem de meia-idade, sexualmente frustrado e negligenciado por sua família, acaba sofrendo uma crise emocional, despertando em seu âmago uma vitalidade inesperada para lidar com as instâncias da vida. ‘Beleza Americana’ destrincha os passos de uma família inserida em uma rotina autodestrutiva, fazendo uma crítica a como é concebida a ideia tradicional americana de núcleo familiar saudável.

 

2º – A Família Savage (Tamara Jenkins, 2007)

Quando seu pai idoso começa a apresentar problemas em seu comportamento, cabe a um homem e sua irmã unirem-se para cuidarem dele. O filme percorre, por meio da exposição da tortuosa convivência dos três, problemas de uma vida inteira conduzida de uma forma turbulenta, propiciando-lhes problemas emocionais incorrigíveis.

 

1º – Festa de Família (Thomas Vinterberg, 1998)

Uma viagem pelo interior de uma família em completo estado de ruínas. Uma obra que revela como determinados fatos das vidas de cada indivíduo são, muitas vezes, sobrepujados por uma máscara social de normalidade. Aqui, tudo dentro da família explorada ruma para o que há de pior na humanidade. ‘Festa de Família’ ainda apresenta uma visão crua e necessária do construto psicológico humano e suas exacerbações. Obra-prima do cinema dinamarquês e o melhor filme da carreira do ótimo cineasta Thomas Vinterberg.