Este Top10 explorará a carreira de um dos maiores atores da história do cinema, o fantástico Bill Murray. Conhecido por seu estilo de humor intrínseco a sua personalidade, Bill Murray propiciou ao espectador, ao longo dos anos, atuações nos mais diversos filmes, sempre expondo um estilo de comédia pautada na melancolia de cada ato. Os filmes abaixo tentam resgatar um pouco da síntese da carreira do ator, abordando diversos períodos e fragmentos da trajetória de Murray. Vamos à lista!

 

10º – O Grande Hotel Budapeste (Wes Anderson, 2014)

A trama segue a vida de um jovem empregado de um hotel e do gerente do lugar em meio a um período histórico turbulento. Dinâmico e visualmente encantador, ‘O Grande Hotel Budapeste’ é um dos melhores filmes da carreira do diretor Wes Anderson. A presença de Bill Murray aqui, apesar de mais limitada, se faz brilhante como sempre.

 

9º – Um Santo Vizinho (Theodore Melfi, 2014)

Um garoto, que acaba de lidar com o divórcio dos pais, acaba encontrando uma figura paterna em seu vizinho, um homem desencantado com a vida, chato e presumivelmente niilista. O filme passará seus 102 minutos de duração esmiuçando essa relação, sempre prezando por mostrar as consequências positivas disso nas vidas de ambos.

 

8º – Uma Espécie em Extinção (Art Linson, 1980)

Seguindo os passos do excêntrico jornalista Hunter S. Thompson, a trama procurará transpor ao espectador toda a aura de incongruência que rege o comportamento daquele homem, sempre se utilizando de cenas cômicas exacerbadas. ‘Uma Espécie em Extinção’, apesar de se fazer, de fato, um filme com uma qualidade bastante duvidosa, é a oportunidade de vermos Bill Murray ainda em começo de carreira, entregando uma atuação positiva. Confira Nossa Crítica do Filme!

 

7º – Clube dos Pilantras (Harold Ramis, 1980)

Teremos as diversas formas de vida no dia a dia de um campo de um clube de golfe destrinchadas, expondo as rotinas de diversos personagens diferentes. Apesar de não assumir a ponta do filme, Bill Murray consegue, em seu tempo em tela, deixar sua presença “tatuada” na cabeça do espectador.

 

6º – Os Caça-Fantasmas (Ivan Reitman, 1984)

Três parapsicólogos medíocres decidem unir seus últimos esforços na vida profissional na abertura de um novo projeto ousado: caçar fantasmas por Nova York. Clássico incontestável dos anos 1980, ‘Os Caça-Fantasmas’ é um filme que diverte seu público do primeiro ao último minuto, sempre entregando situações cômicas de sucesso.

 

5º – Os Fantasmas Contra Atacam (Richard Donner, 1988)

Um homem de meia-idade, bem-sucedido, tem que lidar com a necessidade de alteração de seu comportamento errático sobre o mundo quando é visitado por tipos estranhos de fantasmas na véspera de natal. Dirigido pelo ótimo Richard Donner, ‘Os Fantasmas Contra Atacam’ é um bom filme que cumpre sua proposta central e, além disso, ampara-se como uma ótima opção para entretenimento no Natal.

 

4º – A Vida Marinha de Steve Zissou (Wes Anderson, 2004)

Adentrando a vida de um especialista aquático nada comum, o filme, durante seus 119 minutos de duração, procura estudar os comportamentos exacerbados do homem, fazendo sempre o contraponto com os personagens ao seu redor. ‘A Vida Marinha de Steve Zissou’ é um ótimo filme, expondo um elenco extremamente talentoso e um protagonista que se encaixa perfeitamente na proposta de seu personagem. Grande obra de Wes Anderson e uma das melhores atuações da carreira de Bill Murray.

 

3º – Encontros e Desencontros (Sofia Coppola, 2003)

Centrado na melancólica Tóquio, ‘Encontros e Desencontros’ traz a figura do poder do acaso que une dois personagens perdidos, evidenciando como a espécie humana, às vezes, necessita de outro indivíduo para agir como instância transformadora e mudando sua forma de agir no mundo.

 

2º – Flores Partidas (Jim Jarmusch, 2005)

Pautando-se muito pelo uso da filosofia em sua trama, ‘Flores Partidas’ mostra os passos vazios de um homem de meia-idade em uma jornada de redenção através do passado. Melhor filme da carreira do diretor Jim JarmuschConfira Nossa Crítica do Filme!

 

1º – Feitiço do Tempo (Harold Ramis, 1993)

Um jornalista encontra-se em um emaranhado de repetições após ter que cobrir um evento do qual nutre completo desprezo. ‘Feitiço do Tempo’ é um dos melhores filmes de comédia já feitos. Uma obra cheia de substância, que sempre procura atingir um humor bem construído, sem jamais apressar seus desnivelamentos.