Tendo como objetivo trazer ao seu espectador uma história envolvente sobre alguns dos nuances do período de natal, ‘Duas Vidas Se Encontram’ acaba por atingir coisas ainda maiores. Dirigido por Don Hartman, o filme nos apresenta cenas que rumam por uma vertical de qualidade, o tradicional espírito de inocência que traduz a cultura do natal e, por fim, uma conjunção extremamente positiva de atores que trabalharão por dar substância à obra.

A trama do filme, baseada na história de John D. Weaver, mostra a vida de Connie Ennis, uma viúva com um filho pequeno para criar, que, após provocar a demissão de um pouco usual vendedor de uma loja de brinquedos, acaba formando um inesperado vínculo de amizade com o homem. O filme ganhará sua substância quando Connie tem que escolher entre a proposta de casamento de um homem, a fim de ter estabilidade financeira para seu filho, e a repentina paixão pelo vendedor da loja de brinquedos.

A reta inicial do filme acaba sendo lenta, procurando destrinchar todo o compêndio que compreende as personalidades dos personagens centrais. Essa lentidão tem seus pontos negativas, deixando o filme um pouco truncado em seus desenvolvimentos, mas torna-se uma instância necessária para a completa exposição dos atos futuros dos personagens.

No entanto, mesmo com essa exposição abrangente dos componentes do filme, o roteiro parece se amparar no campo da superficialidade, no qual todos os caminhos da trama parecem já estar muito bem evidentes e de fácil compreensão para o espectador. Isso acontece pelo fato do filme utilizar cenas comuns, sempre pautadas em clichês no gênero, para construir seus caminhos. Porém, veremos mais a frente que esse roteiro quebra com suas construções feitas até aqui.

Conforme avançamos sobre a história, teremos uma gradual apresentação de dinamicidade ao filme. Cena após cena, a trama parece elevar sua qualidade, fazendo o espectador importar-se com as escolhas de cada personagem, tornando, até mesmo, as esferas mais rústicas do filme ficarem aprazíveis.

Aquela figura do roteiro, superficial e fácil de ser decifrado a priori, acaba subvertendo completamente seus caminhos. Opções cada vez mais pouco usuais são entregues, pautando seu caminho de desenvolvimento sempre no que é incomum para o gênero. Cada diálogo presente aqui, mesmo aqueles parados e que, aparentemente, não significam nada para a trama, trabalham por entreter quem assiste.

A reta final da obra opta por caminhos mais seguros para a história. Sempre com cenas bem construídas, a trama evidenciará toda sua aura de inocência, caracterizada, principalmente, pelo personagem filho de Connie, evidenciando toda uma mensagem natalina. Vale ressaltar também a inclusão de cenas sentimentais, características do gênero, para os desfechos finais. Essas cenas, ao contrário do que há de mais comum no gênero, não se tornam maçantes e insossas, dando, até mesmo, mais substância aos seus personagens.

Adentrando ao campo da direção do filme, comandada por Don Hartman, veremos um trabalho positivo. Hartman, com uma carreira curta como diretor, apresenta aqui uma direção que sabe lidar com suas limitações de ambientes. O filme vai se concentrar, em sua maior parte, em cenas conduzidas no apartamento de personagem Connie. Essa limitação passa longe de tornar o filme preso em algumas construções, mas, sim, passa a entregar todo o trabalho de dinâmica e ritmo para seu roteiro e elenco. Elenco que propiciará o fragmento final decisivo para o sucesso do filme

Robert MitchumJanet Leigh e Wendell Corey compõem a parte principal do elenco. Os três conseguem executar trabalhos competentes com seus personagens. Não há espaço para um destaque único, os três atores conseguem dispensar no filme atuações igualmente ótimas. O sucesso do filme se deve, principalmente, por esse elenco formidável.

Pérola natalina do cinema da década de 1940, ‘Duas Vidas Se Encontram’ é um filme concebido de forma simples, com uma história sóbria, ausente de exageros, que consegue prender a atenção do espectador durante todos os seus curtos 87 minutos de duração. Concomitante a isso, veremos um elenco extremamente competente dando o toque final que a obra necessitava.