Top10: Dez Filmes Com o Ator Paul Giamatti Que Você Precisa Assistir

Dono de uma filmografia enorme, tendo atuado em mais de 100 produções, Paul Giamatti se notabiliza por seu estilo único, pautado sempre por um senso de melancolia e paranoia inerentes à sua personalidade em tela. Giamatti regeu suas oportunidades na sétima arte, na grande maioria das vezes, em papéis secundários, servindo como ponto de apoio para a trama se desenvolver. No entanto, nas vezes em que obteve a oportunidade de comandar uma obra, o fez de maneira magistral.

 

10º – Ganhar ou Ganhar – A Vida é um Jogo (Tom McCarthy, 2011)

Um homem de meia-idade, com uma carreira claudicante como advogado e técnico de luta-livre no colegial de uma escola, tem sua vida alterada quando um jovem desajustado é colocado sob sua tutela. Expondo os caminhos tangidos pelo simples acaso que a vida pode tomar, o filme apresenta uma visão otimista sobre o ser humano e seu comportamento no mundo. Aqui, Giamatti tem a oportunidade de comandar a obra, proporcionando ao espectador uma atuação consistente.

 

9º – O Resgate do Soldado Ryan (Steven Spielberg, 1998)

Seguindo os passos de um pelotão americano, em meio à segunda guerra mundial, o filme possui como ponto central destrinchar a batalha daqueles homens pela simples possibilidade de sobreviver. Paul Giamatti, novamente, acaba não tendo um papel necessariamente importante para o desenvolvimento do filme, mas acaba se destacando mesmo com as limitações de seu personagem.

 

8º – Cosmópolis (David Cronenberg, 2012)

Frenético em todos os seus desnivelamentos, ‘Cosmópolis’ nos introduz na vida de um jovem bem-sucedido, em meio a um mundo futurista com uma aura pessimista, na sua jornada, através de um dia, para cortar seu cabelo. Somos apresentados a qualquer forma de intercâmbio social do indivíduo, aprendendo um pouco sobre a forma exacerbada daquela sociedade de reger a vida. Notabilizando-se como um dos filmes mais fracos da carreira de David Cronenberg, podemos destacar esta obra, unicamente, por sua grande conjunção de ótimos atores no elenco, incluindo Paul Giamatti. Confira a Crítica do Filme!

 

7º – O Ilusionista (Neil Burger, 2006)

Concentrado na vida de Eisenheim, um mágico respeito de Viena, o filme rege sua trama no jogo de enganações surgido após o homem se apaixonar pela mulher errada. Dinâmico, ‘O Ilusionista’ é uma boa opção do gênero. Aqui, Paul Giamatti interpreta um personagem fundamental para o desenvolvimento da história, proporcionando ao filme uma atuação positiva.

 

6º – 12 Anos de Escravidão (Steve McQueen, 2013)

Em 1841, um homem negro livre é sequestrado e obrigado a se tornar escravo. O filme passará os seus 134 minutos de duração destrinchando o cruel dia a dia do homem em sua tentativa de reconquistar a liberdade. ‘12 Anos de Esvravidão’ é permeado de atuações fantásticas, e Paul Giamatti, mesmo caracterizando um personagem mais discreto para a trama, se faz produtivo.

 

5º – Almas à Venda (Sophie Barthes, 2009)

A trama do filme transcende os caminhos tradicionais, expondo a luta de um homem pela recuperação de sua alma. ‘Almas à Venda’ tem uma história exagerada, tentando atrair o espectador por sua estranheza. Aqui, Paul Giamatti assume o comando do filme, entregando uma atuação concisa e servindo como principal atrativo para a obra.

 

4º – A Luta Pela Esperança (Ron Howard, 2005)

O filme apresenta os nuances da vida de Jim Braddock, um humilde boxeador, explorando sua difícil trajetória no mundo. Triste em alguns de seus caminhos, ‘A Luta Pela Esperança’ atinge seu ponto mais elevado ao mostrar o conceito de perseverança contido no ser humano. O ator Paul Giamatti assume um personagem secundário no filme, servindo como ponto de conexão para determinados fragmentos da trama.

 

3º – O Mundo de Andy (Milos Forman, 1999)

Exploraremos a vida do comediante Andy Kaufman, percebendo seu modo errático de lidar com o mundo e o seu talento indissociável. ‘O Mundo de Andy’ é um grande filme. Jim Carrey interpreta o protagonista, proporcionando ao espectador a melhor atuação de sua carreira. O filme também deixa um bom espaço para Paul Giamatti conseguir atuar de forma produtiva, também se destacando positivamente.

 

2º – Anti-Herói Americano (Shari Springer Berman e Robert Pulcini, 2003)

Baseado na vida do escritor de histórias em quadrinhos Harvey Pekar, a história passeará por toda sua vida, mostrando os eventuais percalços de sua jornada, assim como seu comportamento estranho e desajustado. Atuação impecável de Paul Giamatti à frente do filme.

 

1º – Sideways – Entre Umas e Outras (Alexander Payne, 2004)

Aproveitando-se de uma atmosfera aprazível e melancólica, o filme mostra o emaranhado de conflitos oriundos de quatro personagens empreendendo uma jornada errática no mundo. Irretocável em cada caminho escolhido, ‘Sideways – Entre Umas e Outras’ possui o que há de melhor no cinema do ótimo diretor Alexander Payne.

Compartilhe com seus amigos:

Renato Rodrigues

Estudante de psicologia e, o mais importante, apaixonado por cinema. Tenho como diretores favoritos Ingmar Bergman, Michael Haneke, Woody Allen e Martin Scorsese.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *