Top10: Dez Filmes Sobre o Poder do Acaso Que Você Precisa Assistir

O acaso define-se como algo que acontece sem explicaçõesmotivos ou planejamentos, guiando os passos seguintes dos indivíduos ali inseridos. Quando adentramos a síntese do conceito de acaso, encontramos um contraponto com diversas correntes deterministas, sendo elas teológicas ou não. Aqui a vida é vista como uma sucessão de fatos aleatórios inerentes à espécie humana.

No cinema, o acaso acabou sendo tema dos mais diversos filmes. A possibilidade de estudar esse tema nas mãos de cineastas talentosos acabou nos brindando com filmes extremamente impactantes. Nesta lista procuramos indicar filmes que acabam fazendo o espectador refletir sobre sua própria existência. No geral, são dramas pesados, alguns baseados em histórias reais, que necessitam de um maior empreendimento de energia por parte do espectador.

 


10º – A Morte e a Donzela (Roman Polanski, 1994)

Uma ativista política se encontra convencida que um estranho convidado de sua casa é um homem que outrora lhe torturou a mando do governo de um país da América do Sul. Aqui o acaso se faz presente na sua síntese mais aterradoraPassado e presente acabam se fundindo, desnivelando um jogo onde não há vencedores.

 

9º – Fruitvale Station (Ryan Coogler, 2013)

Baseado em uma história real, ‘Fruitvale Station’ mostra os passos de um jovem poucos meses antes de um acontecimento que afetará sua vida de maneira irreversível. O filme é pesado tematicamente, mostrando como cada segundo, cada escolha e cada passo nos direcionam para eventos fora do controle do ser humano. Mais do que uma denúncia sobre o racismo incorporado na sociedade, o filme trabalha por evidenciar como nossas vidas se movem sem estarmos cientes disso.

 

8º – Encontros e Desencontros (Sofia Coppola, 2003)

Em meio a uma Tóquio pulsante, dois turistas se veem inseridos em uma realidade de repetições incessantes até que o acaso acaba os apresentando. Aqui veremos a importância que algumas pessoas podem ter nas nossas relações com o mundo e a significância disso.

 

7º – Polytechnique (Denis Villeneuve, 2009)

Baseado em uma história real, ‘Polytechnique’ estuda os eventos que antecedem um massacre em uma escola politécnica em Montreal no ano de 1989. Apesar de curta, a obra apresenta uma visão acurada e triste sobre alguns fatos das vidas das pessoas envolvidas no incidente antes deste acontecer. Um filme que mostra como uma conjunção de fatores diversos pode influenciar o destino de um indivíduo.

 

6º – Submarino (Thomas Vinterberg, 2010)

Dois irmãos se veem envoltos em uma vida de rotinas autodestrutivas, cada um da sua maneira, incapazes de superar um acontecimento trágico de suas infâncias. O acaso aqui faz sua aparição em diversos momentos, unicamente para condenar o futuro dos irmãos. ‘Submarino’ trabalha por mostrar como alguns eventos da história pessoal de cada indivíduo simplesmente não podem ser esquecidos por estes.

 

5º – 71 Fragmentos de Uma Cronologia do Acaso (Michael Haneke, 1994)

A obra traz diversos fragmentos das vidas de pessoas diferentes, aparentemente não conectadas entre si, antes de um acontecimento trágico. Suas rotinas e hábitos são destrinchadas para o espectador, mostrando a substância de suas existências. Tudo aqui é exposto de uma forma crua e sem a menor preocupação em deixar o filme aprazível por parte de seu diretor ao público. E isso somente deixa a experiência de assisti-lo mais marcante. Um filme que nos propõe vários questionamentos, mas que não distribui nenhuma resposta. Leia Nossa Crítica do Filme!

 

4º – O Silêncio do Lago (George Sluizer, 1988)

Após sua namorada sumir misteriosamente em um posto de gasolina sem deixar rastros, Rex se encontra completamente obcecado por decifrar os mistérios acerca dos acontecimentos do fatídico dia. Tudo que rege esse filme se faz através da casualidade. Cada desnivelamento da trama perturba o espectador em detrimento da forma randômica que os eventos se sucedem. Leia Nossa Crítica do Filme!

 

 

3º – A Fonte da Donzela (Ingmar Bergman, 1960)

Uma jovem inocente acaba caindo nas mãos de pessoas perversas, em um jogo de inveja e, claro, do simples acaso. Aqui essa figura do aspecto aleatório da vida segue duas vertentes diferentes, abordando primeiro os momentos finais da vida de uma jovem brutalmente assassinada e, posteriormente, de como os assassinos acabam encontrando os familiares da jovem. Potente e triste, ‘A Fonte da Donzela’ é um filme sobre como o mal é algo enraizado na síntese do ser humano.

 

2º – Depois de Horas (Martin Scorsese, 1985)

Uma sucessão de fatores alternados faz da noite de um homem um inferno inexorável. Após conhecer uma jovem atraente em uma lanchonete, Paul Hackett espera ter a noite de sua vida. No entanto, a caminho da casa da jovem, o homem perde todo seu dinheiro, dando início a um calvário até o sol nascer. A única comédia desta lista é uma deliciosa aventura sobre o acaso em suas mais diversas vertentes.

 

1º – Sorte Cega (Krzysztof Kieslowski, 1987)

Três variações da vida de um homem são expostas ao espectador sobre o simples fato de pegar ou não um trem. ‘Sorte Cega’ é uma obra-prima em todos os seus conceitos. Um filme que trata sobre o poder que simples fragmentos da vida de um homem podem conter para alterar todo o seu futuro. O legal aqui é que, apesar de fixar toda a sua base no aspecto conceitual do acaso, o filme provoca seu espectador com uma das cenas finais mais impactantes do cinema com a noção de predestinação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *