Top10: Dez Filmes Para Conhecer o Cinema de Akira Kurosawa

 

3º – Viver (Akira Kurosawa, 1952)

Após descobrir que sua vida está condenada devido a um problema de saúde, um homem de meia-idade, envolto em uma rotina insossa, decide repensar todas as suas construções morais e éticas de sua trajetória, optando por aproveitar seus últimos momentos da forma mais intensa possível. Fragmentado em duas histórias, uma antes e outra depois da morte do homem, ‘Viver’ trabalha sob a conceituação de vida para uma sociedade superficial e danosa.

 

2º – O Barba Ruiva (Akira Kurosawa, 1965)

Um médico pouco aprazível tem a missão de treinar um jovem interno. Concentrado nas relações sociais presentes naquele local, ‘O Barba Ruiva’ faz um contraponto entre o sofrimento que determinadas patologias causam ao ser humano e o conflito de egos emanados dos médicos. Obra-prima de Akira Kurosawa.

 

1º – Os Sete Samurais (Akira Kurosawa, 1954)

Após serem constantemente atacados por ladrões aleatórios, integrantes de um pobre vilarejo decidem reunir suas economias para contratar um grupo de samurais para defender o local. Dinâmico em todas as suas trajetórias, ‘Os Sete Samurais’ utiliza os seus efêmeros 207 minutos de duração para destrinchar a jornada épica de personagens errantes acerca diversas instâncias do mundo.