Top10: Dez Filmes Para Conhecer o Cinema de Ingmar Bergman

3º – A Fonte da Donzela (Ingmar Bergman, 1960)

Duro em seus caminhos, ‘A Fonte da Donzela’ traz a triste história de uma jovem morta, talvez, por sua ingenuidade excessiva e apresenta um olhar acerca da concepção de vingança para o ser humano. Obra-prima de Bergman.

 

2º – Persona (Ingmar Bergman, 1966)

Uma enfermeira é colocada para ficar como responsável por uma atriz que sofrera recentemente um colapso psicológico. Em completo estado de isolamento, as duas começarão a entrar em um processo catártico que alterará a forma como compreendiam a vida. ‘Persona’ trabalha com a figura da construção de máscaras sociais no ser humano, evidenciando como, às vezes, podemos vesti-las e nos esquecermos de nossa própria essência.

 

1º – Gritos e Sussurros (Ingmar Bergman, 1972)

Quando uma mulher se encontra na reta final de sua vida, condenada por um câncer, caberá às suas duas irmãs lhe propiciarem algum conforto em meio à dor. No entanto, a presença das duas somente exacerbará o sofrimento de todos os ali expostos. ‘Gritos e Sussurros’ é um filme que altera o forma do espectador ver o mundo. Tudo ali contido é de uma perfeição impressionante. Não são poucas as cenas que, literalmente, nos arrepiam por sua substância intensa, como, por exemplo, o monólogo do personagem de Erland Josephson em relação a uma das irmãs sob a figura de um espelho ou o momento em que as personagens de Liv Ullmann e Ingrid Thulin embarcam em uma discussão sobre a constituição do relacionamento familiar entre as duas. Enfim, são vários os momentos incríveis deste filme. Uma das maiores obras já concebidas no cinema.