Top10: Especial Brutamontes – Dez Filmes Com Sylvester Stallone

 

7º – Cop Land (James Mangold, 1997)

Hoje em dia é comum um ator estigmatizado por determinado tipo de filme fazer experiências em gêneros diversos, explorando mais o campo de sua atuação. No entanto, em 1997, essa não era uma prática muito habitual. Em ‘Cop Land’, Sylvester Stallone quebra com a linha de filmes de ação frenéticos, adentrando ao gênero do crime, quase do drama, entregando uma atuação mais comedida e sem os eventuais socos e rajadas intermináveis de tiros. Um filme interessante, que, sem dúvidas, merece uma atenção especial por parte do espectador.

 

6º – Os Mercenários 2 (Simon West, 2012)

Quem teve uma infância desenvolvida nas décadas de 1980 e 1990 sempre sonhou em ver seus grandes astros do cinema de ação juntos em um único filme. Bom, a saga ‘Os Mercenários’ é a realização do sonho daquelas crianças fãs do gênero. A opção de incluir o segundo filme da saga se faz necessária pela inclusão de nomes gigantes do gênero que não estiveram (ou receberam papéis pequenos) no primeiro, como Schwarzenegger, Van Damme, Bruce Willis e Chuck Norris. Além, é claro, da continuidade das outras lendas, como Stallone, Lundgren, Statham e Jet Li. Um filme que se abstém de qualquer tipo de história, prezando, unicamente, por muitos socos, tiros, explosões e pontapés.

 

5º – O Demolidor (Marco Brambilla, 1993)

Ambientado no futuro, o filme apresenta a história de um policial pertencente a uma época passada que é descongelado na tentativa das autoridades de capturar um perigoso criminoso que aterroriza a cidade. Possuindo bastante ação, assim como algumas cenas hilárias, ‘O Demolidor’ sabe dosar as cenas mais frenéticas e dinâmicas com a comédia iminente de algumas cenas.

Leia Também Nossa Lista com 10 Filmes Antidepressivos Que Você Precisa Assistir!

4º – Falcão – O Campeão dos Campeões (Menahem Golan, 1987)

A história do filme apresenta a luta de um caminhoneiro para conquistar a confiança de seu filho adolescente. Ruim e permeado por clichês, ‘Falcão – O Campeão dos Campeões’ nos conquista pelo fator nostálgico indissociável do filme e de sua década correspondente.

Continua na Próxima Página