Top10: Dez Filmes Dirigidos Por Grandes Lendas Que Estão Esquecidos

 

7º – O Silêncio (Ingmar Bergman, 1963)

O filme mostra as formas de intercâmbio social entre duas irmãs e o filho de uma delas, explicitando toda a camada errática que tange aquele relacionamento. Pertencente à trilogia do silêncio, ‘O Silêncio’ é o filme de menor qualidade, mas, mesmo assim, se notabiliza como uma grande opção no cinema de Ingmar Bergman.

 

6º – Alice Não Mora Mais Aqui (Martin Scorsese, 1974)

Uma mulher e seu filho pequeno empreendem uma jornada permeada por nuances através do país para poderem construir suas vidas em um lugar mais aprazível. Diferente de tudo aquilo que o diretor Martin Scorsese costuma fazer, ‘Alice Não Mora Mais Aqui’ é uma obra sensível, trabalhando com o conceito de perseverança contido no ser humano. Hoje em dia esquecido quando falamos dos filmes do lendário diretor, esta obra é uma ótima opção para quem quer ver algo diferente na gigantesca filmografia de Scorsese.

Leia Também Nossa Lista com 10 Filmes Que Questionam o Modelo de Vida Tradicional!

5º – A Morte e a Donzela (Roman Polanski, 1994)

Em um país sul-americano, uma ativista está convencida de que um convidado de seu parceiro em sua casa é o homem que a torturara anos antes. Trabalhando em sua trama com a figura do acaso, ‘A Morte e a Donzela’ é duro em suas investidas, explicitando como alguns fatos de nossas vidas nos definem e ficam empedernidos em nosso aparato psicológico. A direção é de Roman Polanski, e, em meio a tantos clássicos do cineasta, este filme acaba ficando escondido na sua filmografia, mesmo sendo uma grande opção.

 

4º – Polytechnique (Denis Villeneuve, 2009)

Baseado em um acontecimento real, o filme conta a história de alguns indivíduos, mostrando alguns fragmentos de suas vidas, antes deles serem vítimas de um massacre em uma escola. Triste em todos os seus caminhos, ‘Polytechnique’ é um típico filme que permanece por muito tempo da cabeça do espectador. Dirigido pelo ótimo Denis Villeneuve, o filme é sobrepujado por obras como ‘Os Suspeitos’ e ‘Incêndios’, por exemplo, o que não quer dizer que esta não seja uma pérola do cinema do cineasta canadense.

Continua na Próxima Página