Top10: Dez Filmes Para Quem Gosta de Estudar

 

7º – Bicho de Sete Cabeças (Laís Bodanzky, 2000)Adentraremos à vida de Neto, um jovem normal, que, após seus pais descobrirem que o seu eventual uso de drogas, é internado em uma instituição psiquiátrica. No entanto, o processo que deveria melhorar a saúde do indivíduo somente serve para destruir qualquer possibilidade de melhora. Perturbador, ‘Bicho de Sete Cabeças’ traça um estudo acerca do interior das instituições psiquiátricas espalhadas pelo nosso país, explicitando o quão patológico é esse compêndio da nossa sociedade. Um filme que oferece um olhar real ao que realmente acontece naquelas instituições.

 

6º – Uma Mente Brilhante (Ron Howard, 2001)O filme retrata a vida de John Nash, um matemático atormentado por seu estado psicológico exacerbado. Aqui, nós vamos conhecer um pouco da forma do homem reger seus contatos sociais com o mundo, passando por um grande período de sua vida. ‘Uma Mente Brilhante’ é concebido de uma forma bastante assertiva, propiciando ao espectador vivenciar um pouco dos problemas enfrentados por indivíduos acometidos pela esquizofrenia.

 

5º – Tony Manero (Pablo Larraín, 2008)Na trama, alocada na década de 1970, no Chile, seguiremos os passos de Raul Peralta, um homem de meia-idade, desempregado e fanático pelo personagem de John Travolta no filme ‘Os Embalos de Sábado à Noite’. A história ganha a sua substância ao explorar o modo exacerbado e patológico do homem reger seu intercâmbio social, quebrando com regras sociais e morais na busca por seus objetivos. Rústico em suas resoluções, ‘Tony Manero’ garante seu lugar nesta lista por oferecer ao espectador um olhar acerca do compêndio social errático que compreendia o país sul-americano naquela época, com um regime ditatorial destrutivo, que trabalhava por exterminar a subjetividade de seu povo, além de potencializar cercos danosas do lugar, como, por exemplo, o protagonista da obra.

 

4º – Um Método Perigoso (David Cronenberg, 2011)Trabalhando com dois dos maiores nomes da história da psicologia, o filme apresenta alguns fragmentos substanciais de suas vidas, assim como a turbulenta relação entre eles. Aqui, teremos uma trama biográfica sobre as vidas de Sigmund Freud e Carl Jung. Apesar dos eventuais exageros pertencentes ao cinema, ‘Um Método Perigoso’ consegue trazer toda a aura exacerbada que regulamentava a relação entre os dois nomes da psicologia, expondo, também, uma terceira personagem crucial para a proposta geral do filme. A ótima direção do filme é de David Cronenberg, talvez o nome mais apropriado para tal trabalho, já que consumou sua filmografia expondo os elementos mais básicos da construção psicanalítica sobre o ser humano.

Continua na Próxima Página