Top10: Dez Filmes Que Mostram os Sofrimentos da Vida

 

7º – Alabama Monroe (Felix Van Groeningen, 2012)O filme explora alguns anos do relacionamento entre um casal, destrinchando todos os pontos positivos e negativos de suas vidas, assim como trazendo um panorama rústico sobre a constituição do conceito de sofrimento no ser humano. ‘Alabama Monroe’ é um filme triste, mas que consegue, também, trazer vários dos aspectos positivos contidos no ser humano. Um ótimo filme, que, certamente, tirará algumas lágrimas de você quando o assistir.

 

6º – Com Amor, Liza (Todd Louiso, 2002)Talvez o filme mais desalentador desta lista, ‘Com Amor, Liza’ traz a jornada de um homem após sua esposa cometer o suicídio sem dar nenhuma explicação. Acompanharemos a forma melancólica e niilista que o homem rege o seu dia a dia, se vendo completamente perdido sem a presença de uma resposta para o que acontecera. Tudo aqui é muito difícil. Não temos um único esboço de fragmento positivo em todo o filme. Vale ressaltar que, apesar de ótima, esta obra passa longe de ser indicada para todo o tipo de público.

 

5º – O Agente da Estação (Tom McCarthy, 2003)Um homem que nascera com nanismo decide deixar sua vida em uma cidade grande para trás após seu patrão morrer e deixar para ele uma residência em um cidade isolada. ‘O Agente da Estação’ rege os eventos de sua trama sob uma aura melancólica, explorando personagens que lidam com o sofrimento todos os dias em suas vidas. No entanto, longe de ser triste em sua completude, este filme mostra como os contratempos fazem parte da vida humana, propiciando um olhar aprazível às instâncias exacerbadas do nosso dia a dia.

 

4º – Dodeskaden – O Caminho da Vida (Akira Kurosawa, 1970)Seguiremos os cotidianos difíceis de vários residentes de um bairro pobre de Tóquio, entendendo sobre suas formas de, simplesmente, sobreviver. Pertencente ao cinema do lendário Akira Kurosawa, nutrindo uma aura experimental, ‘Dodeskaden – O Caminho da Vida’ trabalha unicamente por destrinchar essas vidas aleatórias de personagens, ganhando toda a sua dinamicidade ao trazer histórias tristes e sofridas. Apesar de muito triste, o filme vale a pena ser visto por não poupar o espectador, explicitando todos os nuances rústicos de nossa existência.

Continua na Próxima Página