Top100: Cem Filmes Que Vão Mudar a Sua Vida e a Sua História

85º – Persona (Ingmar Bergman, 1966)Uma enfermeira é colocada para ficar como responsável por uma atriz que sofrera recentemente um colapso psicológico. Em completo estado de isolamento, as duas começarão a entrar em um processo catártico que alterará a forma como compreendiam a vida. ‘Persona’ trabalha com a figura da construção de máscaras sociais no ser humano, evidenciando como, às vezes, podemos vesti-las e nos esquecermos de nossa própria essência.

 

84º – A Lista de Schindler (Steven Spielberg, 1993)Durante a 2ª Guerra Mundial, um homem de negócios se vê compadecido com a situação precária dos judeus, tentando ajudar o máximo de pessoas que ele conseguir, tendo sempre como pano de fundo a figura cruel do nazismo. Obra-prima de Steven Spielberg, ‘A Lista de Schindler’ é rápido em seu desencadear de cenas, promovendo situações que explicitam tanto o lado bom do ser humano quanto o ruim.

 

83º – Alabama Monroe (Felix Van Groeningen, 2012)O filme explora alguns anos do relacionamento entre um casal, destrinchando todos os pontos positivos e negativos de suas vidas, assim como trazendo um panorama rústico sobre a constituição do conceito de sofrimento no ser humano. ‘Alabama Monroe’ é um filme triste, mas que consegue, também, trazer vários dos aspectos positivos contidos no ser humano. Um ótimo filme, que, certamente, tirará algumas lágrimas de você quando o assistir.

 

82º – 12 Anos de Escravidão (Steve McQueen, 2013)Em 1841, um homem negro livre é sequestrado e obrigado a se tornar escravo. O filme passará os seus 134 minutos de duração destrinchando o cruel dia a dia do homem em sua tentativa de reconquistar a liberdade. ‘12 Anos de Esvravidão’ é permeado de atuações fantásticas, e Paul Giamatti, mesmo caracterizando um personagem mais discreto para a trama, se faz produtivo.

 

81º – Hiroshima, Meu Amor (Alain Resnais, 1959)Uma atriz francesa encontra-se em Hiroshima para a gravação de um filme. Em um lugar ainda vivendo os horrores que a bomba nuclear trouxera anos antes, a atriz desenvolverá um intenso romance com um homem local. Obra-prima de Alain Resnais, ‘Hiroshima, Meu Amor’ é impecável em sua construção estética, trazendo uma trama envolvente, ganhando toda a sua substância ao lidar com a figura rústica do tempo.

 

80º – Amnésia (Christopher Nolan, 2000)Um homem com problemas em sua memória de curto prazo, inicia uma busca incessante pela descoberta da identidade do assassino de sua esposa. O filme possui uma linha cronológica inversa, contando a história de trás para frente, trabalhando com o sentido subjetivo de vida e a diversidade da substância humano no mundo.

Continua na Próxima Página