50 Filmes Para Assistir Agora Mesmo Que Curam Corações Partidos

35º – Bonequinha de Luxo (Blake Edwards, 1961)Baseado no romance de Truman Capote, o filme segue a vida de uma jovem do alto escalão social que se apaixona por um homem que se mudara recentemente para o seu prédio. Esteticamente impecável da primeira à última cena, ‘Bonequinha de Luxo’ também apresenta uma trama leve e envolvente, se valendo do talento de Audrey Hepburn para comandar cada cena.

 

34º – Dirty Dancing (Emile Ardolino, 1987)Um família tradicional decide passar as férias de verão em um pequeno e aconchegante resort. No lugar, uma das integrantes da família, a jovem Baby Houseman, se apaixonará por um dos dançarinos que compõe o quadro de funcionários do local, iniciando um romance proibido com ele. Pérola da reta final dos anos 1980, ‘Dirty Dancing’ utiliza a figura tradicional e conservadora da década de 1960 para dar dinamicidade ao arco de cenas, tendo seu lugar marcado na cabeça do fãs da sétima arte.

 

33º – O Lado Bom da Vida (David O. Russell, 2012)Um homem volta ao cerco social após um tempo em uma instituição para recuperação psicológica, tendo que se readaptar à sua família e amigos. O filme ganha a sua substância quando uma jovem entra na vida do homem, mudando sua forma de encarar o mundo e seus problemas. Nutrindo uma aura motivacional que rege cada cena, ‘O Lado Bom da Vida’ explicita como é importante ter uma pessoa que se preocupe conosco fora do âmbito familiar, sempre soando aprazível ao trazer isso ao espectador.

 

32º – Uma Aventura na África (John Huston, 1951)Em meio ao início da 1ª Guerra Mundial, uma missionária inglesa se vê completamente sozinha na África após seu irmão falecer, tendo que recorrer à ajuda de um bêbado comandante de um barco. Nutrindo uma direção impecável de John Huston, uma história dinâmica e emocionante e um elenco genial, ‘Uma Aventura na África’ é uma obra-prima do cinema. Assistir a Humphrey Bogart e Katharine Hepburn dividindo a tela como um par romântico é uma experiência única ao espectador.

 

31º – À Procura do Amor (Nicole Holofcener, 2013)Uma mulher de meia-idade procura a figura do amor perdida em algum ponto de sua vida, encontrando-a em um homem desajustado e completamente diferente daquilo que ela queria. ‘À Procura do Amor’ apresenta uma trama sincera sobre o amor e a constituição de um relacionamento, encantando seu espectador exatamente pela simplicidade intrínseca a cada cena.

Continua na Próxima Página