50 Filmes Para Assistir Agora Mesmo Que Curam Corações Partidos

30º – Namorados Para Sempre (Derek Cianfrance, 2010)Exploraremos vários períodos do conturbado relacionamento entre um homem e uma mulher, sempre tendo como pano de fundo o inerente amor que um sente pelo outro. Sem fazer concessões ao mostrar as nuances problemáticas de um relacionamento, ‘Namorados Para Sempre’ é um filme sobre a vida e sobre a figura inexorável do tempo. Destaque para as atuações emocionantes de Ryan Gosling e Michelle Williams.

 

29º – Feitiço da Lua (Norman Jewison, 1987)Um jovem desajustada acaba se apaixonando pelo irmão do homem com quem deveria se casar, iniciando uma série de confusões. ‘Feitiço da Lua’ é uma comédia romântica leve e engraçada, trazendo uma trama assertiva em suas ideias e a célebre parceria entre Cher e Nicolas Cage.

 

28º – Manhattan (Woody Allen, 1979)Acompanharemos as aventuras amorosas de um roteirista de televisão divorciado, entendendo um pouco sobre o seu modelo exacerbado de lidar com cada relacionamento. Obra-prima de Woody Allen, ‘Manhattan’ exibe um modelo aprazível e assertivo de contar a sua história ao espectador, se valendo de um roteiro inteligente, uma direção de qualidade e um elenco permeado por grandes nomes. Sua inserção nesta lista se deve às personagens interpretadas pelas atrizes Diane Keaton e Mariel Hemingway, evidenciando diferentes formas de se vestir da década.

 

27º – Em Algum Lugar do Passado (Jeannot Szwarc, 1980)Na trama, um roteirista se vê completamente obcecado por um quadro de uma linda mulher em um hotel. O filme ganha a sua dinamicidade quando o homem pratica uma espécie de auto-hipnose e volta ao tempo em que a mulher do quadro era jovem, iniciando um estranho relacionamento com ela. ‘Em Algum Lugar do Passado’ é leve em suas investidas, trazendo uma história que sempre evidencia a figura do romance, nutrindo como ponto de maior qualidade a presença do ator Christopher Reeve.

 

26º – Eu, Meu Irmão e Nossa Namorada (Peter Hedges, 2007)Um homem de meia-idade se apaixona por uma mulher, sem saber que ela era a namorada de seu irmão. Agora, cabe ao homem tentar controlar essa paixão, tendo como ponto que dificulta a ação o ato de ter que passar alguns dias em uma casa de férias na presença dela e de seu irmão. Comédia romântica inteligente e extremamente divertida, ‘Eu, Meu Irmão e Nossa Namorada’ acaba entretendo o espectador por sua simplicidade e pelo talento de seu elenco, trabalhando sempre por elevar a constituição de sentido do amor em nossa sociedade contemporânea tradicional.

Continua na Próxima Página