Top10: Dez Filmes Emocionalmente Devastadores

3º – Sempre Amigos (Peter Chelsom, 1998)Drama comovente sobre o poder da amizade inserido em diversas instâncias do contato social, ‘Sempre Amigos’ traz a história de dois indivíduos que encontram na figura do outro a força necessária para, simplesmente, conseguir sobreviver. Pérola exibida pela sessão da tarde durante alguns anos que, certamente, marcou as infâncias de várias pessoas.

 

2º – Réquiem Para um Sonho (Darren Aronofsky, 2000)Destrincharemos o cotidiano de quatro personagens acometidos pelo vício em drogas, sejam elas legais ou ilegais. Veremos os quatro, gradualmente, sucumbir ao vício e verem suas vidas, simplesmente, se desfazendo de maneira trágica em suas mãos. Obra-prima de Darren Aronofsky, ‘Réquiem Para um Sonho’ perturba por sua exposição sem concessões do compêndio errático das vidas dos personagens. Um típico filme que permanece na cabeça de quem assiste mesmo após um longo tempo.

 

1º – Eu, Daniel Blake (Ken Loach, 2016)Triste em todos os seus caminhos, o filme traz a jornada cruel de um senhor de idade que tem que se afastar de seu trabalho após sofrer um ataque cardíaco. Acompanharemos sua batalha pela simples possibilidade de vislumbrar um tratamento, sempre travando uma batalha com a camada social e seu governo. Poderemos ver exatamente a maneira de agir de um sistema social destrutivo e que jamais oferece instâncias positivas ao personagem central da história. ‘Eu, Daniel Blake’ consegue tirar o espectador do lugar comum sem fazer uso de uma linguagem cinematográfica extrema, lidando unicamente com uma aparato real do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *