Top50: Desafio – Quantos Desses Filmes Clássicos Você Assistiu?

10º – Bonequinha de Luxo (Blake Edwards, 1961)Baseado no romance de Truman Capote, o filme segue a vida de uma jovem do alto escalão social que se apaixona por um homem que se mudara recentemente para o seu prédio. Esteticamente impecável da primeira à última cena, ‘Bonequinha de Luxo’ também apresenta uma trama leve e envolvente, se valendo do talento de Audrey Hepburn para comandar cada cena.

 

9º – O Bebê de Rosemary (Roman Polanski, 1968)Na trama, um jovem casal se muda para um novo apartamento, planejando construir sua vida privada e profissional de forma mais assertiva. No entanto, estranhos eventos e vizinhos começam a importunar a mulher, deixando-a em um misto de paranoia e medo. Tudo só piora quando ela fica grávida, exacerbando seus sentimentos em relação ao lugar e se distanciando de seu marido. Obra-prima suprema, tanto da filmografia de Roman Polanski quanto do gênero de horror, ‘O Bebê de Rosemary’ é aquele típico filme que nos faz relembrar o porquê de amarmos tanto a sétima arte. Seu terror atmosférico incandescente e sua história macabra tornam a obra inesquecível. Aqui, Mia Farrow assume o comando do filme, trazendo, em meio ao calvário de sua personagem, uma representação do estilo feminino à época.

 

8º – Os Sonhadores (Bernardo Bertolucci, 2003)Tendo como pano de fundo um cenário de luta estudantil por determinados objetivos na Paris da década de 1960, um estudante americano encontra nas figuras de dois irmãos locais as instâncias ideias para passar seu tempo. Pouco a pouco, o jovem começa a desenvolver um vínculo único com os dois, mudando suas bases conceituais comuns. ‘Os Sonhadores’ se vale de uma trama mais dosada, que entrega seus fragmentos ao espectador pouco a pouco, possuindo como caráter de maior qualidade a direção irretocável de Bernardo Bertolucci e a atuação de destaque da atriz Eva Green.

 

7º – Mulheres Diabólicas (Claude Chabrol, 1995)Um rica família de uma pequena província francesa decide contratar uma nova empregada, logo achando a pessoa que eles queriam. O problema é que a nova empregada acaba fazendo amizade com um funcionária invejosa dos correios, iniciando algo que pode ser extremamente danoso àquela família. Obra-prima de Claude Chabrol, ‘Mulheres Diabólicas’ se vale de uma trama que se movimenta de forma cadenciada para dar peso às cenas mais potentes do filme, notabilizando-se como perturbador por seu conteúdo conceitual pesado e socialmente relevante.

 

6º – O Sétimo Continente (Michael Haneke, 1989)Acompanharemos o dia a dia normal de uma família europeia composta por um casal e sua filha pequena. O filme ganha a sua substância ao trazer o compêndio vazio ao qual a família está inserida, com rotinas cada vez mais insossas e maçantes, levando-os a planejar um ato extremo. Um dos filmes mais inteligentes e contundentes ao falar do arco destrutivo de uma sociedade tradicional contemporânea, ‘O Sétimo Continente’ é uma viagem sem volta ao âmago humano no mundo. O mais assustador que é explicitado em cada cena é que o filme jamais pondera sobre possíveis soluções para o que estamos vendo, muito pelo contrário, somente postulando perspectivas assustadoras. Assista preparado a esta obra-prima do austríaco Michael Haneke, pois você jamais encarará a vida da mesma forma após a sua exibição.

Continua na Próxima Página

6 Comments on “Top50: Desafio – Quantos Desses Filmes Clássicos Você Assistiu?”

  1. Bons filmes (os que vi), Mas essa lista é injusta (relativamente) pois não cita 2001, Uma Odisséia no Espaço, Laranja Mecânica, Sonhos de Akira Kurossawa, O sétimo Selo de Ingmar Bergman (talvez um dos mais famosos dele). Sem falar que faltou Hitchcock, Felini, Franco Zefirelli, Cecil B. DeMille. e muitos outros. Apenas minha humilde opinião.

  2. Lista é gosto pessoal, não adianta, melhor dizendo, não faz sentido reclamar da falta de um ou outro ou da presença de certo filme nela. Vi 37 dos 50.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *