Top50: Cinquenta Filmes de Terror Que Vão Congelar a Sua Espinha

30º – Noite do Terror (Bob Clark, 1974)Na trama, durante o período natalino, uma casa formada por garotas universitárias passa a ser atacada por um misterioso assassino. Hoje em dia pouco relembrado, ‘Noite de Terror’ é uma pérola do cinema de horror da década de 1970. Um filme que entrega ao espectador os elementos mais tradicionais do gênero, elevando uma história atraente e concisa.

 

29º – Despertar dos Mortos (George A. Romero, 1978)Após uma epidemia zumbi, algumas pessoas não acometidas pelo vírus procuram abrigo em um shopping, tendo que evitarem que as criaturas cheguem até elas. Dirigido por George A. Romero, ‘Despertar dos Mortos’ acrescenta vários elementos do que havia começado em ‘A Noite dos Mortos-Vivos’, propondo ao espectador uma trama simples, mas extremamente eficaz em sua proposta.

 

28º – Suspiria (Dario Argento, 1977)Uma novata ingressa em uma academia de balé, somente para descobrir que o local está sendo acometido por estranhos assassinatos. Pertencente ao cinema do italiano Dario Argento, ‘Suspiria’ foge aos padrões comuns do gênero, construindo um filme esteticamente impecável, com uma fotografia quente e inesquecível, uma história envolvente e uma trilha sonora potente.

 

27º – Alien, o Oitavo Passageiro (Ridley Scott, 1979)Os tripulantes de uma estação espacial decidem investigar um estranho sinal que aparecera no radar do ambiente. Conforme procedem com a averiguação, um de seus tripulantes é atacado por uma estranha criatura. No entanto, o que parecera simples, acaba se revelando mortal, desencadeando no surgimento de uma criatura que evolui rapidamente, colocando em risco todas a estação. Ridley Scott traz aqui o filme de sua vida, com uma construção de horror e suspense alocados em poucos cenários, uma forma assertiva de entregar ao espectador a figura antagonista da trama, aumentando o impacto da obra, e, ainda, elevando efeitos visuais precisos.

 

26º – O Massacre da Serra Elétrica (Tobe Hooper, 1974)Na trama, um grupo de jovens, durante uma viagem em uma van, é brutalmente atacado por uma família de psicopatas. É difícil caracterizar este filme. ‘O Massacre da Serra Elétrica’ fugiu de todos os preceitos do cinema de horror norte-americano da época, utilizando elementos pouco utilizados no gênero, como a fotografia quente, o uso da comédia para dar dinamicidade ao que está sendo exposto e uma câmera pouco preocupada com a estética geral das cenas. O filme ainda nos traz uma das cenas mais substanciais da história do cinema, quando, nos momentos derradeiros da história, vemos o personagem de Leatherface perseguindo sua provável vítima sob um sol estridente.

Continua na Próxima Página

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *