Top50: Cinquenta Filmes de Terror Que Vão Congelar a Sua Espinha

15º – Temos Vagas (Nimród Antal, 2007)Na trama, após seu veículo quebrar em um lugar isolado, um casal decide passar a noite em um estranho motel de beira de estrada. No entanto, o casal não esperava que o motel escondesse histórias registradas por fitas de vídeos incríveis. O filme não possui um roteiro impecável, há algumas lacunas e falhas. Porém, a decisão do diretor Nimrod Antal de tentar provocar sustos em seu espectador a cada cena ultrapassada, sem pausas, é extremamente acertada, promovendo um filme assustador e permeado por sustos.

 

14º – Intermediário do Diabo (Peter Medak, 1980)Um homem, vivendo sozinho em uma grande casa, se vê constantemente sendo assediado por estranhos fenômenos inexplicáveis. Diferente do que é construído habitualmente no gênero, ‘Intermediário do Diabo’ consegue entregar ao espectador uma trama concisa e atraente, atuações concisas e uma atmosfera assustadora para o desenrolar da história.

 

13º – A Visita (M. Night Shyamalan, 2015)Menosprezado dentro da filmografia do diretor M. Night Shyamalan, o filme é concebido em forma de “found footage”, mostrando a cruel estadia de dois adolescentes na casa de seus avós que acabaram de conhecer. Apesar de fazer parte de um subgênero falido atualmente, o filme consegue seu sucesso por sua falta de pretensão ao contar sua história. ‘A Visita’ ainda propicia uma quantidade bastante abrangente de sustos que valem o tempo empreendido no filme por si só.

 

12º – O Solar das Almas Perdidas (Lewis Allen, 1944)Dois irmãos decidem comprar uma enorme casa em uma cidade pequena. Entretanto, pouco após a chegada dos dois, estranhos eventos começam a acontecer na casa, ligando o passado e o presente da cidade inteira. Obra-prima do cinema de horror, ‘O Solar das Almas Perdidas’ é uma verdadeira aula de cinema, com sustos naturais, uma história que se molda de forma dinâmica e verossímil e atuações concisas.

 

11º – O Orfanato (J.A. Bayona, 2007)Uma mulher de meia-idade decide viver em uma casa que fora, há vários anos atrás, um orfanato. No lugar, o filho da mulher começa a vivenciar coisas sem explicações, deixando ela em dúvida sobre as forças sobrenaturais e o aspecto do passado que permeiam a casa. ‘O Orfanato’ trabalha com um terror mais dosado, optando por destrinchar com maestria cada fragmento de história e de seus personagens. Um filme de fantasmas que, certamente, lhe trará vários arrepios.

Continua na Próxima Página

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *