Será Que Você Tem Coragem? 50 Filmes Que Vão Bugar a Sua Mente

20º – O Vídeo de Benny (Michael Haneke, 1992)É impressionante ver o quanto Michael Haneke estava à frente de seu tempo, realizando em 1992 um filme sobre o impacto do avanço tecnológico na maneira da sociedade consumar sua relação com o mundo. Aqui o que choca o espectador é a crueldade e frieza da execução das cenas mais pesadas. E, como se não bastasse cenas impactantes em sua construção cênica, ainda temos a recorrente execução de um vídeo onde há um abatimento real de um animal.

 

19º – Rejeitados Pelo Diabo (Rob Zombie, 2005)Servindo de sequência para o filme ‘A Casa dos 1000 Corpos’(2003), a trama nos traz os membros de uma família de serial killers que, após serem descobertos pela polícia, iniciam uma fuga incessante, saindo da residência onde fizeram várias vítimas. O filme concentra os seus 107 minutos de duração explorando os passos de alguns membros dessa família na tentativa de manter suas liberdades, mesmo que tenham que exterminar qualquer coisa que veem pela frente.

 

18º – Boa Noite, Mamãe (Severin Fiala, 2014)Após sua mãe fazer uma cirurgia estética e retornar à casa com uma proteção em seu rosto, dois irmãos se veem convencidos de que aquela mulher não é quem alega ser. Perturbador, ‘Boa Noite, Mamãe’ possui cenas extremamente desconfortantes, nos fazendo, literalmente, pensar em parar de assistir o filme. No campo de sua trama, a obra ainda consegue se notabilizar como produtiva, trazendo uma história que se altera frequentemente.

 

17º – O Homem Irracional (Woody Allen, 2015)Um professor de meia-idade, envolto a uma rotina vazia e vivendo uma crise existencial severa, acaba vendo sua vida sofrer uma alteração após iniciar um relacionamento com uma aluna. Tudo fica ainda melhor para o homem quando ele decide romper com as regras morais de sua vida, arquitetando um plano que dará substância ao seu dia a dia. Dirigido por Woody Allen, ‘O Homem Irracional’ explora um âmbito mais podre do arco subjetivo humano, elevando a figura da loucura em determinados pontos e questionando o espectador sobre a eventual importância da noção de regras para uma vida de qualidade em uma sociedade.

 

16º – Stalker (Andrei Tarkovsky, 1979)A trama conta a história de um guia, chamado de “Stalker”, que leva dois homens para um espécie de zona proibida, onde, em determinado ponto do lugar, há uma boato que desejos podem ser realizados. Obra-prima de Andrei Tarkovsky, ‘Stalker’ possui uma atmosfera única, um tanto estranha, que jamais deixa o espectador se sentir completamente confortável com o que está vendo.

Continua na Próxima Página

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *