Top10: Dez Filmes Sensíveis Que Vão Fazer Você Amar a Vida

7º – Vestígios do Dia (James Ivory, 1993)Acompanharemos alguns momentos da vida de um mordomo de um família importante do século XX, vislumbrando seu modelo moral rígido de lidar com o cerco social. O filme ganha a sua substância quando o homem percebe que entregara toda a sua vida por um ideal incerto e pouco substancial. Duro e poético a cada cena ultrapassada, esta obra-prima de James Ivory trabalha sobre o grau destrutivo que alguns valores tidos como regra em diversas sociedades possuem para a subjetividade de vários indivíduos. ‘Vestígios do Dia’ ainda nos oferece a maior atuação da carreira do ator Anthony Hopkins.

 

6º – Conduzindo Miss Daisy (Bruce Beresford, 1989)Uma mulher de idade contrata um homem negro para trabalhar como seu motorista, formando um estranho laço improvável de amizade com ele. ‘Conduzindo Miss Daisy’ é leve em seu desencadear de cenas, propondo uma história simples, mas pontual em suas investidas.

 

5º – Tudo Por Amor (Joel Schumacher, 1991)Na trama, uma jovem aceita um trabalho de enfermeira, atendendo um homem que está com câncer em um estágio avançado. Juntos, os dois desenvolverão um forte relacionamento, tendo que enfrentar a figura da doença do homem que deixa tudo mais sofrido. Leve e triste, ‘Tudo Por Amor’ é um filme que consegue trazer elementos pouco aprazíveis da vida de uma forma palatável ao espectador, se valendo muito do talento de Julia Roberts (ainda em fase inicial de sua fabulosa filmografia) para dar peso ao compêndio de cenas e situações.

 

4º – Antes de Partir (Rob Reiner, 2007)Dois idosos com doenças terminais, internados em uma ala de um hospital, decidem curtir os últimos momentos de suas vidas de uma forma especial, deixando de lado o lugar onde estavam e viajando pelo mundo. ‘Antes de Partir’ é todo concebido em formato motivacional, elevando uma trama simples e que preza por uma exposição otimista sobre o cerne humano no mundo. O filme ainda traz a boa parceria entre Jack Nicholson e Morgan Freeman como protagonistas.

Continua na Próxima Página

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *