10 Filmes Tensos Sobre o Lado Oculto do Mundo

7º – Hereditário (Ari Aster, 2018)Após a morte de sua mãe já idosa e em uma situação frágil de uma doença, uma mulher, casada e com dois filhos adolescentes, começa a ver a figura de seu passado triste e perturbador começar a vir à tona novamente, fazendo sua vida adentrar a uma rotina autodestrutiva inexorável. Obra-prima do cinema de horror e um dos maiores filmes já concebidos no gênero, ‘Hereditário’ é uma aula de cinema. Um filme que deixa o espectador completamente apaixonado pelo que está assistindo. Aqui, nós não teremos os tradicionais “jump scares”, tudo é construído de uma maneira natural, tornando a nossa experiência ainda mais assustadora. Claro, ainda vale o destaque para a atuação inigualável de Toni Collette à frente da protagonista.

 

6º – O Escondido (Jack Sholder, 1987)Estranhos crimes começam a tirar o sono da polícia Los Angeles. Um agente nada convencional do FBI é chamada para investigar o caso ao lado de um policial local. Conforme as investigações avançam, os dois se veem envoltos a um caso de outro mundo que desafiará tudo que eles tinham como certo no mundo. Pérola da ficção científica dos anos 1980, ‘O Escondido’ é único em sua construção de atmosfera, propondo uma história dinâmica e que se altera constantemente, deixando a experiência de quem assiste ainda mais divertida e interessante.

 

5º – A Casa Que Jack Construiu (Lars von Trier, 2018)Acompanharemos vários anos da vida de um cruel serial killers, entendendo seu modo destrutivo de lidar com o mundo e com as outras pessoas. ‘A Casa Que Jack Construiu’ sem dúvida não é um filme para todo tipo de público. Suas cenas com conteúdos psicológicos e gráficos exacerbados incomodam bastante. No entanto, podemos dizer que a obra tem seus momentos interessantes e um roteiro produtivo, fazendo a experiência de assistir a ele positiva.

 

4º – O Bar da Luva Dourada (Fatih Akin, 2019)Polêmico e perturbador em todas as suas esferas, este filme traz os passos de um serial killer bizarro na Alemanha durante a década de 1970. Aqui, Fatih Akin nos entrega o filme mais subversivo de sua já diferente e maravilhosa filmografia. Um filme que divide por sua agressividade sem limites, tornando toda a história contida em seus 115 minutos de duração algo secundário.

Continua na Próxima Página