Top10: Dez Filmes Para Quem Gosta de Estudar

Nesta lista, trouxemos dez filmes ótimos para quem gosta de estudar. Os filmes abaixo tratam das mais diversas temáticas, explorando psicopatologia, sociedade, acervo institucional errático e história. São filmes que sempre necessitam de uma maior atenção do espectador, fazendo-nos refletir sobre os temas propostos. Vamos à lista!

 

10º – Gênio Indomável (Gus Van Sant, 1997)Na trama, um jovem zelador com um comportamento problemático é descoberto por um professor após resolver uma questão de matemática. Agora, cabe a esse professor aproveitar do talento do jovem, ajudando-o a solucionar seu problema comportamental com sessões terapêuticas. Dinâmico, ‘Gênio Indomável’ apresenta uma direção produtiva, um elenco de qualidade e um roteiro conciso, ficando marcado na década de 1990.

 

9º – Melhor é Impossível (James L. Brooks, 1997)Um homem cheio de manias e um comportamento social moralmente reprovável tem seu cotidiano transformado após conhecer pessoas completamente diferentes do que estava acostumado. ‘Melhor é Impossível’, além de ter uma trama dinâmica e atuações incríveis, é uma ótima opção para quem gosta do campo das psicopatologias, trazendo um personagem com transtorno obsessivo-compulsivo, oferecendo uma grande gama de fragmentos acerca das vidas de indivíduos acometidos com essa condição.

 

8º – Código Desconhecido (Michael Haneke, 2000)Na trama, veremos inúmeros fragmentos das vidas de personagens distintos, tendo como única ligação um incidente devido ao preconceito social. Pertencente ao cinema visceral do austríaco Michael Haneke, ‘Código Desconhecido’ nos oferece um estudo acerca dos meandros patológicos que permeiam o modelo de uma sociedade ocidental moderna se comportar. Um filme duro, assim como como toda a espetacular filmografia do diretor, que nos relata um mundo acometido por um processo degenerativo inexorável.

Continua na Próxima Página

17 Comments on “Top10: Dez Filmes Para Quem Gosta de Estudar”

  1. Relatos Selvagens, por ser um filme muito verdadeiro por mostrar os males que o ódio, a raiva e a vingança são capazes de causar ao ser humano.

  2. “Um dia de fúria”
    Retrata, na interpretação de Michael Douglas, a tênue linha entre o se acomodar e o reagir às vicissitudes impostas pelos relacionamentos em nosso dia a dia!

  3. Mãos talentosas. Filme estreado por Cuba Goldim Junior.. ótimo filme baseado em fatos reais. Conta a história de um menino criado por sua mãe solteira. A qual lhe incentiva pois ele tem baixa autoestima.

  4. Achei que a proposta de lista era mostar a proposta de estudar , e acho que neste propósito a lista se perdeu.
    Eu colocaria:
    1- O homem que viu o infinito com Dev Patel, sobre a história de Srinivasa Ramanujan, matemático indiano que fez importantes contribuições para o mundo da matemática, bem como a teoria dos números, a série e frações contínuas.

    2 A rainha de Katwe – Phiona é uma garotinha que mora com a família em uma favela de Uganda. Um dia, ela decide assistir a uma aula de xadrez e se interessa tanto pelo jogo que acaba virando uma grande enxadrista.

    3- O aluno – o filme conta a história de Kimani Maruge , um queniano de 84 anos que está determinado a aproveitar sua última chance de ir à escola. Desta forma, para aprender a ler e escrever, ele terá que se juntar a crianças de seis anos de idade.

    4 O estudante – Chano tem 60 anos e resolveu se inscrever para cursar Literatura na faculdade. Com isso ele passa a lidar com os jovens, um universo bastante diferente do qual está acostumado. Entretanto, sempre tendo Dom Quixote como exemplo maior, ele enfrenta as barreiras causadas pela diferença de idade e faz novos amigos. Até que um dia um acontecimento inesperado o atinge em cheio, fazendo com que seus novos amigos tenham que auxiliá-lo.

    Entre outros bons titulos que mostram boas histórias superação e aprendizado no ambiente escolar.

    1. O Nome da Rosa. Este filme conta a rotina de um professor, não afeito às rotinas, interligando tudo que estudamos sobre a Idade Media. Nos revela a linha marcante entre a intelectualidade e as classes menos favorecidas. Desvenda as relações estratificadas do clero, bem como as ardilosas barreiras impostas pelos superiores. Por fim nos convida ao magistério e ao amor à História.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *