Será Que Você Tem Coragem? 50 Filmes Que Vão Bugar a Sua Mente

10º – Animais Noturnos (Tom Ford, 2016)Na trama, depois de receber o novo romance de seu ex-marido, uma mulher perceberá que os detalhes da história do livro ligam-se diretamente à sua própria vida. ‘Animais Noturnos’ é diferente do resto dos filmes tradicionais do gênero, evidenciando uma figura da vingança de forma velada, optando por trabalhar com uma história que se divide em duas frentes.

 

9º – Os Suspeitos (Denis Villeneuve, 2013)Duas meninas pequenas somem sem deixar rastros. Desesperado, o pai de uma das meninas decide não esperar a burocracia policial e investigar o caso por si próprio. Aqui, tudo é impecável. Seu diretor, o canadense Denis Villeneuve, consegue criar uma atmosfera única ao filme, explicitando o quão baixo podemos ir em situações extremas. ‘Os Suspeitos’ talvez seja menosprezado por  ainda ser recente, não tendo seu devido reconhecimento. No entanto, é válido dizer, temos neste filme um dos maiores expoentes do suspense, conseguindo trazer ao espectador cada meandro positivo que o gênero tem a oferecer.

 

8º – A Chegada (Denis Villeneuve, 2016)Após diversas naves alienígenas pousarem sobre a terra em diversos pontos do globo, uma linguista é contratada para tentar desvendar os segredos daquela nave que está nos Estados Unidos. Aos poucos, ela se dará conta que as motivações dos alienígenas eram muita mais positivas do que aparentava. ‘A Chegada’ é um filme impactante. Ao conseguir entender as nuances da trama, somos levados para o que há de mais belo entre as vertentes filosóficas.

 

7º – Mistérios e Paixões (David Cronenberg, 1991)Estranho em todos os seus caminhos, o filme trabalha em sua trama com a trajetória de um exterminador de insetos que se envolve, por mera figura do acaso, em uma grande conspiração que pode custar a sua vida. ‘Mistérios e Paixões’ é a obra mais peculiar do já único cinema de David Cronenberg, nutrindo pontos positivos e negativos, com certeza valendo ser assistida.

 

6º – À Beira da Loucura (John Carpenter, 1994)Na trama, um homem começa a investigar a vida de um renomado escritor de livros de terror, somente para descobrir que ficção e realidade talvez não sejam tão distantes uma da outra. Pertencente ao cinema de John Carpenter, ‘À Beira da Loucura’ – obra menosprezada no interior da filmografia do diretor – é um terror irretocável, trabalhando com passagens atmosféricas e uma história envolvente e, claro, assustadora.

Continua na Próxima Página