Top100: Cem Filmes Que Vão Mudar a Sua Vida e a Sua História

67º – Eu, Meu Irmão e Nossa Namorada (Peter Hedges, 2007)Um homem de meia-idade se apaixona por uma mulher, sem saber que ela era a namorada de seu irmão. Agora, cabe ao homem tentar controlar essa paixão, tendo como ponto que dificulta a ação o ato de ter que passar alguns dias em uma casa de férias na presença dela e de seu irmão. Comédia romântica inteligente e extremamente divertida, ‘Eu, Meu Irmão e Nossa Namorada’ acaba entretendo o espectador por sua simplicidade e pelo talento de seu elenco, trabalhando sempre por elevar a constituição de sentido do amor em nossa sociedade contemporânea tradicional.

 

66º – Na Natureza Selvagem (Sean Penn, 2007)Um jovem resolve abandonar as escolhas tradicionais de sua vida, deixando tudo para trás e iniciando uma jornada pela natureza. ‘Na Natureza Selvagem’ expande nossa visão de vida, mostrando formas diferentes de se construir nossas jornadas no mundo. Um filme doce em suas investidas, nutrindo momentos alegres e tristes.

 

65º – Ela (Spike Jonze, 2013)Alocado em um futuro próximo, o filme traz a história de um homem envolto em uma rotina solitária, que, após o surgimento de uma nova tecnologia para pessoas exatamente como ele, encontra conforto na voz de um sistema de operacional. ‘Ela’ é impecável, concebido para impressionar pela beleza intrínseca a cada plano. Um filme leve, contando com uma ótima atuação de Joaquin Phoenix à frente do personagem central.

 

64º – Moonrise Kingdom (Wes Anderson, 2012)Dois jovens, alocados no período da pré-adolescência, decidem fugir para a floresta depois de se apaixonarem. Pertencente ao cinema mágico de Wes Anderson, ‘Moonrise Kingdom’ trabalha sobre os meandros que compreendem o período final da infância, elevando uma trama que se altera constantemente.

 

63º – O Cavalo de Turim (Béla Tarr, 2011)Guiado inteiramente pelo conceito nietzschiano do eterno retorno, ‘O Cavalo de Turim’ é um filme sobre o tempo e sua essência implacável. Somos inundados com a repetição incessante da vida de duas pessoas. Suas rotinas e hábitos são desmembrados, fazendo o espectador refletir sobre a própria forma de consumar suas relações diárias com o âmbito social.

 

62º – Faça a Coisa Certa (Spike Lee, 1989)Destrincharemos o cotidiano de vários personagens, sempre tendo como pano de fundo a forte onda de calor do Brooklyn. ‘Faça a Coisa Certa’ é estonteante em sua construção estética, com planos que ultrapassam o entendimento habitual de história. A inserção do filme nesta lista se deve ao fato de investigarmos a síntese dos personagens da história, entendendo sobre o modo social daquele lugar agir.

Continua na Próxima Página